ESCOLA E.B. 2,3 PROF. ANTÓNIO PEREIRA COUTINHO

04
Jan 08

   E neste cantinho aconchegado se ouviram vários contos, se desenhou, se formularam votos, se produziram textos ...
    Os nossos alunos participaram com entusiasmo e alegraram o espaço CREM com a sua presença, as suas vozes, os seus escritos e os seus postais coloridos.

«No meu país a festa de Natal é totalmente diferente. Os campos e as árvores mudam o seu vestido; um cobertor branco formado de flocos de neve cobre tudo à sua volta.

 Na Moldávia as famílias decoram as casas com enfeites usados em anos anteriores, passados de geração em geração, ou comprados para a ocasião.

 A árvore de Natal é decorada com enfeites feitos com a ajuda da minha mãe. Na Moldávia raramente se monta o presépio e a família senta-se à volta da lareira a ouvir histórias contadas pelos avós.

 

II

 

Eu prefiro fazer os presentes a comprá-los porque quando os fazemos, os nossos pais ou primos ficam muito mais felizes, pois sabem que foram feitos por nós.

No ano de 2003 fiz muitas caixas para encher com bombons que depois ofereci aos meus pais, tios e avós.

No nosso país os adultos já não recebem outro tipo de presentes porque já lhes deram muitos quando eram crianças.

O presente que eu mais gostaria de ter era que a minha família passasse bem o Natal, sem problemas.»

 

Snejana, n.º 25, 5ºI


 


Hoje é dia de ser bom.

É dia de passar a mão pelo rosto das crianças,

de falar e de ouvir com mavioso tom,

de abraçar toda a gente e de oferecer lembranças.

António Gedeão

 

“Feliz Natal, muita paz e amor…” são frases deste estilo que as pessoas, durante a época natalícia costumam dizer. Mas atenção! Se repararmos, as frases têm sempre “muita paz e amor”, e a minha pergunta é: por que será que as pessoas só desejam paz e amor nesta época, por que será que só nesta época as pessoas se preocupam com os “pobrezinhos”, por que é que o Natal não pode ser em Fevereiro ou em Setembro? Eu sei que o Menino Jesus não nasceu duas ou quatro vezes. Mas por que é que só no Natal a maior parte das pessoas é solidária? Como diz o poeta 1 “Natal é quando um homem quiser”!

Eu não pretendo respostas para as minhas perguntas, só pretendo que as pessoas pensem um pouco nelas.

Para ser sincera, eu adoro o Natal, porque é uma época que me faz sentir feliz. Mas se o Natal não fosse só um dia, haveria centenas de coisas que se podiam evitar.

Joana Miranda

Nº 16 – 6º C

 

1José Carlos Ary dos Santos




















Eu acho que o Natal não é só aquela época em que se troca presentes e se é bom para toda a gente. Natal é muito mais do que isso.

Natal é a época em que a família se reúne, convive e mata saudades. Natal é tudo isso.

Mas não é só no Natal que se deve ser bom para toda a gente, é durante todo o ano.

Na noite especial, quando estamos à mesa com a família, damos graças a Deus por termos uma casa e uma família que nos adora e nos ama, porque há pessoas que nem isso têm.

No Natal abrimos as prendas ao calor da lareira, enquanto há pessoas que andam a vaguear pelas ruas ao frio, sem família, nem dinheiro para comer.

Às vezes sinto-me mal por estar diante de uma mesa cheia de doces que para os pobres continua a ser só um sonho!

Natal é aquela época que é especial para uns e apenas mais um dia para outros.

 

Patrícia Pereira

Nº 18 – 6º E


 

Eu acho que o Natal é uma época um pouco hipócrita.

Os vendedores e a Comunicação Social aproveitam-se do Natal para ganhar dinheiro.

Os donos das lojas enfeitam muito bem as montras para atrair os clientes e fazem aqueles descontos sem pés nem cabeça.

A Comunicação Social faz o famoso “Natal dos Hospitais” e faz campanhas de solidariedade para angariar dinheiro para os mendigos. Agora eu pergunto: Porquê no Natal?

Os mendigos não dormem ao relento e passam fome só no Natal.

As pessoas com menos dinheiro não passam dificuldades só no Natal.

Os doentes não adoecem só no Natal.

Os amigos que vivem sozinhos não se sentem tristes só no Natal.

Vamos deixar de ser hipócritas e ambiciosos e aproveitar a vida pois ela é curta.

Porque não é só no Natal que se é solidário, é todos os dias!

Feliz Natal!

 

Carolina Patrício

Nº 5  6º E



Feliz Ano 2008



 

 


 


 


 



 


publicado por CREM Pereira Coutinho às 17:46

gostei muito de ver o meu trabalho de Natal publicado no blog...
muito obrigada
snejana
Anónimo a 8 de Janeiro de 2008 às 11:20

Snejana,
Ainda bem que gostaste. Continua a escrever e a participar nas actividades pois este espaço é principalmente para os alunos: Nós também gostamos de saber como são os festejos de Natal na Moldávia.
Um beijinho
Maria L. da equipa do CREM

eu acho esta muito bem feito o texto
liam 5i
liam a 25 de Janeiro de 2008 às 22:52

obrigado por terem "postado" o meu texto sobre o Natal...! O blog esta mt giro
Parabens
joana miranda 6ºc
joanamiranda6ºc a 2 de Março de 2008 às 14:39

Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
19

20
21
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO